Voiced by Amazon Polly

A logotipo é a cara da empresa. É aquele símbolo, palavra ou figura que instantaneamente lembra às pessoas da marca e da atuação de um empreendimento. Ao longo da história, algumas logos se tornaram marcantes e carregam consigo bilhões de dólares em valor de mercado. Neste texto, você irá conhecer a história das logos mais famosas e se inspirar. Confira!

Nike: o logo que custou apenas $35

O logotipo da Nike, o “Swoosh”, foi concebido em 1971 por uma estudante de design americana chamada Carolyn Davidson. Na época, o logotipo curvo e pontiagudo foi vendido pela estudante à equipe da Nike por apenas 35 dólares – se ajustado à inflação, o equivalente a cerca de 210 dólares atuais. É incrível pensar que um conceito tão simples e, àquela época, pouco valorizado, possa valer hoje mais de 26 bilhões de dólares.

Apesar de ser uma marca simples e agradável, o Swoosh não agradou de início o fundador da Nike, Phil Knight. Apesar de não ter gostado pessoalmente da logo, Knight concordou que era um bom conceito e que atende aos requisitos impostos à época: dar noção de movimento e ser completamente diferente da marca da Adidas, a maior player do mercado de calçados esportivos no período.

O trabalho de marketing feito sobre o Swoosh foi também responsável pelo grande sucesso. Sabendo do potencial da logo, a empresa estampava – e estampa até hoje – em tamanho grande o Swoosh nas laterais de seus calçados, bem como deixa a logo sempre em evidência nos produtos.

Com o lançamento do slogan “Just do it” nos anos 80, a empresa decolou em vendas, passando uma imagem de força, agilidade e autonomia, segundo as publicações The Independent e Creative Market.

Coca-Cola: 130 anos de um logo quase inalterado

A fórmula da Coca-Cola originalmente foi concebida por John Pemberton, mas foi seu bibliotecário, Frank Robinson, que sugeriu o nome – e a marca – do refrigerante. Robinson, apesar de não ser da área da publicidade, pensou no nome Coca-Cola porque achava que duas letras “C” em tamanho grande na mesma marca ficariam bem nos anúncios da empresa.

Ao que tudo indica, Robinson estava completamente certo. Tanto é que desde 1887 até hoje, mais de 130 anos, o logotipo do refrigerante americano não sofreu grandes alterações em seu conceito. A única exceção foi a criação da marca “Coke”, mas que foi utilizada principalmente nos Estados Unidos, onde o nome do refrigerante era abreviado desta maneira.

Com exceção deste episódio, as letras estilizadas de Coca-Cola foram pouco modificadas. Contudo, ganharam fundos, slogans e outros elementos, mas sem alterar a essência da marca Coca-Cola, segundo levantamento da Coca-Cola Journey.

Adidas: a marca das três listras

Algumas logos carregam consigo características sagradas de suas empresas. Esse é o caso da alemã Adidas. Desde sua fundação na década de 1940, a empresa adotou o padrão das três listras – três listras paralelas que aparecem em quase todo produto da marca. Estas três listras também estão presentes nas logotipos que a empresa tem utilizado.

Tanto a logo que lembra um trevo de três folhas, como a logo inspirada em uma montanha, assim como a logotipo simplista mais atual utilizam as três listras paralelas, sagradas para a empresa. As tais três listras tem significado: meta, velocidade e competição, valores indispensáveis para quem deseja ter sucesso nos esportes.

Além de vender artefatos de alta performance esportiva, estas empresas também comercializam uma ideia de competitividade e vitória, segundo lista divulgada no site Guia dos Curiosos, da UOL.

Skol: a cerveja que desce…

Deixamos reticências no título deste tópico para fazer um teste com o leitor: você completou mentalmente o slogan da empresa? Provavelmente sim. Há quase 30 anos a Skol, cervejaria do grupo Ambev, busca convencer seus consumidores de que a cerveja desce redondo.

Cerveja pilsen leve e acessível, a Skol buscou construir uma marca voltada à juventude, à vida festeira e a um consumo prazeroso e democrático de cerveja. Por isso, o logo da Skol também passou a aderir uma seta circular, que dá a noção de que a bebida desce redondo.

O logotipo com a seta arredondada sofreu algumas modificações ao longo dos anos, mas mantém-se original. É o logotipo do ramo (indústrias cervejeiras) de maior valor no mercado brasileiro, valendo R$ 8,2 bilhões de dólares, segundo o Cultura Mix.