Voiced by Amazon Polly

O Microempreendedor Individual é o formato mais simplificado de empresa existente no Brasil. O número de MEIs vem crescendo muito a cada ano. E junto com esse número de novos empreendedores aumentando exponencialmente, também surgem diversas dúvidas relacionadas a como lidar com o dia a dia da empresa. Uma das dúvidas mais comuns é sobre o controle financeiro para MEI.

Muitos podem imaginar que, por ser um formato simplificado, não há tanta necessidade de se preocupar com o fluxo de caixa e a gestão financeira de uma forma geral. De forma equivocada, muitos Microempreendedores Individuais acabam fazendo este controle de uma maneira mais superficial, sem qualquer tipo de organização. E isto pode trazer sérias consequências futuras para o negócio.

Então fique de olho nestas 5 dicas para manter o controle financeiro para MEI:

1. Faça um bom planejamento financeiro

Antes mesmo de iniciar as atividades da sua empresa MEI você deve se preocupar com algo que qualquer empreendedor, independentemente do porte, deve ficar atento: realizar um planejamento financeiro correto. É este estudo que irá nortear algumas das decisões mais significativas que você poderá tomar. Seu planejamento financeiro deverá ser o seu guia neste sentido.

Alguns pontos relevantes para se ter atenção ao criar um planejamento financeiro: tenha uma previsão de faturamento, estipule uma expectativa de gastos fixos com a empresa, incluindo o pagamento dos impostos (guia DAS) e possíveis ferramentas que possam ser contratadas para otimizar a gestão do negócio.

2. Não misture finanças pessoais com as da empresa

É muito natural que o empreendedor cometa um erro, principalmente no começo da empresa, quando o negócio ainda não gerou receita suficiente para se manter: misturar finanças pessoais e finanças da empresa. Para evitar que isso aconteça, um bom planejamento financeiro é essencial.

Um bom primeiro passo para começar a segregar as contas pessoais e da empresa é ter uma conta corrente PJ. Apesar de não ter uma legislação que determine isso, é muito recomendado. Justamente para que você possa segregar a pessoa física e a pessoa jurídica, que é a empresa.

3. Registre todas as suas operações

Para ter um bom controle financeiro, o primeiro aspecto é organizar todas as operações do seu negócio, documentando e registrando cada movimentação, cada entrada e saída. Para isso, pesquise bastante sobre fluxo de caixa e considere contratar uma ferramenta para auxiliar neste processo. Via de regra, é importante anotar a data da negociação, o cliente, o produto ou serviço vendido, o valor, a forma de pagamento e se o pagamento já foi efetuado. Estes são os itens básicos sobre os quais você precisa ter o controle.

Da mesma forma, é essencial registrar todos os seus gastos e despesas com a empresa. Também anotando informações básicas, seguindo a mesma linha das entradas. Somente desta maneira será possível começar a organizar o seu fluxo de caixa e aumentar o controle financeiro da sua MEI. Como consequência e com base nestas informações, você poderá tomar decisões importantes para o sucesso do negócio.

4. Mantenha seus pagamentos em dia

Uma dica básica, mas extremamente valiosa para manter um bom controle financeiro para MEI é estar em dia com todos os seus pagamentos relacionados ao seu negócio. Isso é importante por vários aspectos. Primeiramente, não atrasando as contas, sua empresa não estará sujeita a multas e juros, proporcionando um fluxo de caixa mais saudável e uma consequente maior facilidade para gerenciar as movimentações de saída.

Além disso, por tabela, a diminuição de pagamentos de possíveis juros, reduz também a probabilidade de deixar passar alguma quitação de débito e um acúmulo de despesas. Lembre-se: como MEI, a tendência é você ter menos estrutura operacional para cuidar de tudo, então tudo que puder evitar com relação a mais compromissos financeiros é válido.

5. Procure estudar sobre controle financeiro

Hoje em dia existem diversas plataformas de cursos online, muitas vezes até gratuitos, portais, canais no Youtube, diversos meios para se aprender mais sobre controle financeiro. Vale muito a pena dar uma pesquisada e ir se aculturando sobre o tema. Com o tempo, é possível aplicar os conhecimentos adquiridos e implementar um ótimo planejamento financeiro para a empresa, muito mais elaborado.

Tenha sempre algumas referências de conteúdo neste sentido para você sempre buscar informações quando necessário. Considere também utilizar planilhas e materiais auxiliares já preparados e pensados para auxiliar neste tipo de atividade. Resumindo, aqui a dica é: utilize todo o conhecimento e conteúdo que a internet nos oferece de forma gratuita.

E então, o que achou das dicas? Entendeu melhor como manter um bom controle financeiro para MEI? Deixe seus comentários!

* Lobão é Gestor de Conteúdo da Conube Contabilidade Online, uma plataforma online que está revolucionando a maneira de fazer contabilidade e reduzindo a burocracia do dia a dia das empresas.